Medição sincrofasorial para empresas de geração e transmissão é tema de workshop promovido pelo Cepel

11/08/2014

 

 

Explorar as melhores aplicações e estratégias de implantação de uma estrutura de medição sincrofasorial integrada e de interesse para as empresas Eletrobras. Este foi o tema básico discutido durante o workshop de Medição Fasorial realizado, nos dias 5 e 6 de agosto, na Unidade Fundão do Cepel.



Para isso, além de pesquisadores do Centro, marcaram presença no evento representantes da holding Eletrobras, da Chesf, Eletrosul, Eletronorte e Furnas. Contribuindo para a consolidação da visão do grupo sobre o tema, na manhã do dia 6, as fabricantes Psymetrix e Reason Tecnologia apresentaram soluções comerciais de possível interesse, com ênfase em aplicações e equipamentos, respectivamente.

De acordo com Raul Sollero, gerente da Área de Automação de Sistemas do Centro, e coordenador do evento, o workshop foi proposto no âmbito do Grupo de Trabalho de Medição Fasorial, gerido pela Diretoria de Transmissão da Eletrobras. O GT identificou que as quatro transmissoras já têm projetos-piloto de uso de dados de medição sincrofasorial, mas através de iniciativas incipientes e não integradas.

Além disso, por determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), essas concessionárias de transmissão deverão adquirir, instalar, operar e manter um determinado número de Unidades de Medição Fasorial (PMUs, na sigla em inglês) em suas subestações principais, transmitindo as medições para uma Central de Coleta de Dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

“Desta forma, a proposta do workshop foi explorar alternativas para que também as transmissoras da Eletrobras venham a se beneficiar da citada infraestrutura, levando em conta que aplicações em consideração pelo ONS não são, necessariamente, de interesse das transmissoras, tendo em vista as diferenças em suas missões e estratégias”, explica Sollero.

O pesquisador Nelson Martins, assistente do Diretor Geral do Cepel, apresentou um breve histórico do esforço norte-americano, sobretudo na costa oeste (região de responsabilidade do Western Electricity Coordinating Council), e europeu na concepção e consolidação da tecnologia de medição por sincrofasores . Elogiou a iniciativa do workshop pelo Sistema Eletrobras e o projeto MEDFASEE, desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Catarina em parceria com a Reason e apoio do CNPq e FINEP, para monitoração em tempo real do sistema interligado nacional. "O MEDFASEE possui PMUs instaladas na rede trifásica de 220 Volts de 22 universidades brasileiras, usa internet pública para a comunicação de dados e o freeware Open PDC. Apesar do volume de investimentos envolvido ter sido relativamente baixo, o MEDFASEE vem proporcionando valiosas informações ao ONS, em tempo real, tanto em operação normal como durante perturbações no sistema, contribuindo para agilizar a definição e futura instalação da rede de sincrofasores do ONS", conclui Martins.

Medição fasorial no Cepel



O tema Medição Fasorial já vem sendo estudado por diferentes equipes do Cepel, sob diferentes perspectivas. Entretanto, a partir do workshop, “o Centro ganhou uma visão mais acurada das estratégias e aplicações mais importantes para as empresas de transmissão podendo, assim, balizar suas pesquisas e desenvolvimentos para essa direção”, diz Sollero.

Entre os resultados concretos do workshop para as atividades do Cepel na área, destacam-se a solução técnica para a implantação de uma rede-piloto capaz de integrar as grandezas sincrofasoriais das quatro concessionárias da Eletrobras e a decisão de desenvolver e habilitar o SAGE (Sistema Aberto de Gerenciamento de Energia) para funcionar como concentrador local de grandezas sincrofasoriais. “Essa plataforma viabilizará a utilização de aplicativos SAGE, como: detecção e alarme para oscilações não amortecidas entre áreas do sistema, estimador de estados híbrido, monitoramento do estresse do sistema e apoio ao operador para fechamento de anéis e ressincronização de ilhas elétricas”, acrescenta Sollero.

Outra ação do Cepel que despertou grande interesse foi a notícia levada pelo gerente da Área de Tecnologias de Distribuição, Ricardo Ross, relativa ao andamento do projeto de implantação da infraestrutura prevista para o futuro laboratório de Medição Fasorial do Centro (LabPMU). “O laboratório terá dois objetivos principais: realizar ensaios de referência em unidades de medição fasorial, de forma a verificar sua adequabilidade às normas técnicas, e fornecer a infraestrutura básica para pesquisa e desenvolvimento, citando-se como exemplo a disponibilidade de unidades (PMUs) e concentradores (PDCs) para desenvolvimento e teste de novos aplicativos computacionais.

O futuro laboratório foi considerado importante suporte técnico para a implantação segura das redes sincrofasoriais das empresas Eletrobras.