Pesquisador ministra cursos na Nova Zelândia

13/11/2009

O pesquisador Nelson Martins, assistente do diretor Geral do Cepel, participou de uma série de compromissos oficiais, entre os dias 10 e 22 de outubro, na Transpower New Zealand Ltd, o operador do sistema elétrico neozelandês. Nesse período, o pesquisador ministrou dois cursos, esteve presente em reuniões e discussões técnicas e visitou um centro de controle e uma subestação nos arredores de Wellington, a capital do país.

Um dos principais itens da agenda de Nelson Martins foi ministrar o curso intitulado “Advanced Power System Dynamics”, ao longo de cinco dias, para a equipe de planejamento da operação, na sede da Transpower, em Wellington. O pesquisador também ministrou treinamento para operadores do sistema em tempo real, voltado à análise de fenômenos de instabilidade de tensão, blecautes e aspectos dinâmicos da recomposição de sistemas.

O assistente do diretor Geral do Cepel participou de reunião com os gerentes de planejamento da operação, da operação em tempo real, do planejamento da expansão da rede elétrica e de estudos de mercado. Na ocasião, Nelson Martins fez apresentações sobre o sistema elétrico brasileiro, mostrando aspectos sobre o Sistema Eletrobrás, Ministério de Minas e Energia, órgãos setoriais, tais como Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e Empresa de Pesquisa Energética (EPE), demais agentes e Empresas, interconexões elétricas com países vizinhos, entre outros.

“O Cepel espera que esta primeira parcela de prestação de serviços estabeleça laços de cooperação com a Transpower em outros projetos. A Nova Zelândia é um país que faz uso intensivo de seu potencial de fontes renováveis para geração de energia elétrica, utilizando técnicas avançadas de controle de sistemas para garantir a operação segura da rede elétrica, de maneira mais econômica”, explica Nelson Martins.

O pesquisador do Cepel também fez apresentações durante a reunião quinzenal do grupo de planejamento da operação da Transpower, sobre o sistema interligado brasileiro e os principais desafios do setor elétrico, além do relevante papel do Sistema Eletrobrás, ressaltando a contribuição do Cepel para avanço tecnológico do setor elétrico brasileiro. “Isso permite ao Brasil enfrentar os desafios da expansão econômica e social de um país de dimensões continentais, com a utilização de grande parcela de tecnologia nacional”, destaca.


Nelson Martins participou, ainda, de discussões técnicas com especialistas em planejamento da operação e de visitas ao Centro de Operações da Transpower e à subestação conversora AC/DC de Haywards, nos arredores de Wellington, onde será construído, entre 2010 - 2012, um novo bipolo de 400 kV DC, com capacidade de transporte de 1200 MW.

“Esta viagem em missão representou uma oportunidade valiosa para o compartilhamento e disseminação de tecnologias desenvolvidas pelo Cepel em parceria com o Sistema Eletrobrás, em prol do desenvolvimento sustentável da energia elétrica”, afirma. “O apoio de colegas do Cepel, da Eletrobrás e do ONS, permitindo utilizar o material de sua autoria e já de domínio público, foi fundamental para o êxito desta missão”, conclui o pesquisador.